4-0-3
 
 
Página Inicial  

Pesquisar pelo Site:

Oriente-se
Empresas
Imóveis
Turismo
 
 



 

Procon-SP encontra de diferença de preço de até 457% para mesmo produto escolar


A pesquisa de preço de material escolar realizada pela Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, na capital, detectou diferença de preço de 457,14% para um mesmo produto. Caso do lápis preto Natarja HB nº 2 fabricado pela CIS/Sertic, custa R$ 0,35 em dois estabelecimentos e R$ 1,95 em outro. Realizada entre os dias 6 e 8/12/2016, ao todo foram pesquisados 214 itens, em dez estabelecimentos em todas as regiões da capital. Veja aqui a pesquisa completa (http://www.procon.sp.gov.br/pdf/RTMATESCOLAR2017.pdf)

Após comparação de 168 produtos comuns entre esta pesquisa e a realizada no final de 2015, constatou-se, em média, um acréscimo de 12,97% no preço desses itens. O IPC-SP (Índice de Preços ao Consumidor de São Paulo) da FIPE, referente ao período, registrou uma variação de 6,65%.

O Procon-SP orienta que antes de ir às compras, é bom verificar quais dos produtos da lista de material o consumidor já possui em casa e, ainda, se estão em condição de uso. Promover a troca de livros didáticos entre alunos que cursam séries diferentes também garante economia e reaproveitamento de recursos.

Na lista de material, as escolas não podem exigir a aquisição de material de uso coletivo e higiene pessoal (materiais de escritório, de higiene ou limpeza, por exemplo), conforme determinação da Lei nº 12.886 de 26/11/2013.

Veja seus direitos e dicas do Procon-SP

Materiais de uso coletivo não podem ser solicitados e sempre pesquise antes de comprar

Com o ínicio de mais um ano e a proximidade da volta às aulas, a Fundação Procon-SP, órgão vinculado à Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania do Estado de São Paulo, informa direitos e traz recomendações importantes para auxiliar os pais na aquisição do material escolar.

De acordo com a Lei 12.886/2013 não pode ser incluso na lista materiais de uso coletivo, higiene e limpeza ou taxas para suprir despesas com água, luz, telefone, impressão e fotocópia. A escola também não pode exigir que os pais comprem o material no próprio estabelecimento e nem determinar marcas e locais de compra, somente quando o material didático utilizado for apostilas.

Também é considerada abusiva a cobrança da taxa de material escolar sem a apresentação de uma lista. A escola é obrigada a informar quais itens devem ser adquiridos. A opção entre comprar os produtos solicitados ou pagar pelo pacote oferecido pela instituição de ensino é sempre do consumidor.

Pesquisa

É importante pesquisar em vários estabelecimentos, a diferença de preço costuma ser grande. Pesquisa do Procon-SP em 2016 apontou diferença de até 420% para o mesmo produto. Além disso verifique se é possível aproveitar alguns itens do ano anterior, e se possível faça as compras em grupo, o que pode garantir descontos vantajosos.

Embalagens e marcas

Nem sempre o material mais sofisticado é o de melhor qualidade ou o mais adequado. Evite comprar materiais com personagens, logotipos e acessórios licenciados, porque geralmente os preços são mais elevados.

Materiais como colas, tintas, pincéis atômicos, fitas adesivas, entre outros, devem conter informações claras, precisas e em língua portuguesa a respeito do fabricante, importador, composição, condições de armazenagem, prazo de validade e se apresentam algum risco ao consumidor.

Mais dicas

Durante essa primeira semana do ano o blog do Procon-SP trará mais informações sobre material escolar, e também, sobre a contratação do transporte, compra de uniforme escolar e devolução de matrícula para quem desistir do contrato firmado com a instituição de ensino.

Em caso de dúvidas ou problemas, entre em contato com os canais de atendimento do Procon-SP por telefone (151), pelo site (www.procon.sp.gov.br) ou pelo Facebook e Twitter.

Fonte: Fundação Procon-SP - Assessoria de Comunicação

03.01.17 18:48

Outras Notícias:  
21.09.17 12:45 Prévia da inflação em setembro tem o menor re...
21.09.17 12:39 BC reduz projeção de inflação este ano para 3,2%
21.09.17 12:36 Expectativa de inflação dos brasileiros sobe ...
21.09.17 12:33 Maia diz que PMDB está tentando reduzir o cre...
20.09.17 16:44 São Paulo mantém melhor posição no ranking de...
20.09.17 16:35 Temer diz a investidores que Brasil é um dest...
20.09.17 16:31 Em Nova York, Meirelles diz que recessão acab...
19.09.17 12:50 Em julho, sistema de consórcios bate recorde ...
19.09.17 12:40 Temer defende maior abertura do Brasil ao mun...
19.09.17 12:36 Pesquisa CNT: 3,4% aprovam governo Temer e 75,6% reprovam
 
Anterior [1/1040] Próximo
Copyright © Vida Econômica - É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Power by Sistema agencianaweb.com.br