4-0-3
 
 
Página Inicial  

Pesquisar pelo Site:

Oriente-se
Empresas
Imóveis
Turismo
 
 



 

Com produtos reformulados e ética, Caixa Seguradora Consórcio cresceu 47% no primeiro semestre

Por Vicente Teixeira


Entrevista com Antônio Limone, diretor de consórcios da Caixa Seguradora

“Hoje, os brasileiros já conseguem planejar, pagando um preço justo. No caso do consórcio, sem pagar juros.”

“Os consórcios da Caixa Seguradora registraram crescimento no 1º semestre de 47% em comparação com o mesmo período do ano anterior. O aumento se deu principalmente para os grupos de consórcio vinculados ao segmento de Veículos Automotores”.

Para alcançar esse sucesso e crescimento de peso, Antônio Limone, diretor de consórcios da Caixa Seguradora, explica que os produtos foram reformulados para atender às necessidades dos clientes.

Os produtos da Caixa Seguradora Consórcio são os imóveis e veículos automotores. “O segmento de veículos vem apresentando um melhor desempenho, tendo crescido 14% em relação a 2016,” sublinha Antônio Limone.

“A Caixa Seguradora, destaca, reformulou os seus produtos visando atender às necessidades dos clientes, ajustando assim os produtos ao momento econômico, prolongando o seu prazo para reduzir o valor da parcela, de modo a criar um alívio no comprometimento mensal do consumidor”.

Ele explica que “apesar da crise econômica no Brasil ser agravada a partir de 2015, o que ensejou na redução da renda das famílias, refletiu de forma positiva para o mercado de consórcio”.

A Caixa Seguradora tem em torno de 300 grupos, alguns com uma média de 400 consorciados e outros com cerca de mil consorciados. “Os grupos são divididos por faixas de crédito e os novos grupos têm prazo de 200 e 80 meses, para imobiliário e veículos, respectivamente”, demonstra.

Limone faz um alerta sobre o risco da inadimplência para os consorciados. “Não obstante a todo cenário positivo de crescimento nas vendas para setor, é muito importante manter as parcelas em dia, porque o grupo depende da contribuição de todos os participantes para cumprir seu objetivo, entregar bens a todos os consorciados.”

Limone não tem dúvida de que o consumidor hoje está mais consciente da importância da educação financeira no planejamento das suas finanças pessoais. “O crescimento do consórcio reflete a maior conscientização dos brasileiros em relação ao planejamento financeiro e à diversificação de investimentos mesmo em tempos de crise”, destaca.

Veja também as vantagens que a Caixa Segurada oferece para os correntistas na íntegra da sua entrevista feita por escrito na série que o portal Vida Econômica realiza com as empresas do setor.

1 - Quando a Caixa Seguradora Consórcio começou atuar na área de consórcios e qual o balanço que faz do segmento como um todo nos últimos anos?

O produto de consórcio da Caixa Seguradora inicia suas atividades em 2002 neste segmento que vem apresentando claro crescimento desde então. Embora a crise conjuntural tenha tornado o ano de 2016 um ano difícil para o setor, com certa freada no volume de negócios do mercado como um todo, percebe-se recuperação e expansão neste ano e incontestável oportunidade para os produtos de serviços e veículos, por exemplo.

2 - A grave crise econômica em curso e o desemprego reduziram os negócios e elevaram a inadimplência dos grupos de consórcio?

Apesar da crise econômica no Brasil ser agravada a partir de 2015, o que ensejou na redução da renda das famílias, refletiu de forma positiva para o mercado de consórcio. Os consórcios da Caixa Seguradora registraram crescimento no 1º semestre de 47% em comparação com o mesmo período do ano anterior. O aumento se deu principalmente para os grupos de consórcio vinculados ao segmento de Veículos Automotores. Contudo, há clientes que consideram o consórcio como uma opção de investimento na crise, posto que é uma forma de adquirir bens, ou conjunto de serviços, sem as altas taxas de um financiamento.

Não obstante a todo cenário positivo de crescimento nas vendas para setor, é muito importante manter as parcelas em dia, porque o grupo depende da contribuição de todos os participantes para cumprir seu objetivo, entregar bens a todos os consorciados. Portanto, a administradora manteve a inadimplência dos grupos controlada neste período de crise. Ressaltamos que a falta de pagamento de parcelas do plano de consórcio impede que os consorciados sejam contemplados, mesmo que sua cota seja sorteada em assembleia. Isso ocorre porque a inadimplência faz com que os recursos financeiros dos grupos diminuam prejudicando o pagamento da carta de crédito.

3 – Nesse cenário, o que a Caixa Seguradora Consórcio tem realizado de novo aos seus consorciados em 2017?

A Caixa Seguradora reformulou os seus produtos visando atender às necessidades dos clientes, ajustando assim os produtos ao momento econômico, prolongando o seu prazo para reduzir o valor da parcela, de modo a criar um alívio no comprometimento mensal do consumidor.

4 – Existe diferença nas condições da compra do consórcio entre o cliente da Caixa Econômica e o que não é correntista?

O cliente da Caixa Econômica pode usufruir de descontos caso já tenha um financiamento habitacional, seja um produtor rural ou possua conta salário. Caso não correntista, também pode ter acesso a condições melhores caso enquadre-se em alguns perfis como funcionários públicos, empregados do sistema Petrobras, profissionais da área da saúde, membros da OAB e empregados Caixa Seguradora, dentre outros.

5 – Quais os segmentos de consórcio que a Caixa Consórcios atua?

Consórcio de imóveis e veículos automotores.

6 – Desses segmentos, qual tem mais crescido? Quanto isso representa em termos percentuais?

O segmento de veículos vem apresentando um melhor desempenho, tendo crescido 14% em relação a 2016.

7 - Como funcionam os grupos de consórcio?

A Caixa Seguradora tem em torno de 300 grupos, alguns com uma média de 400 consorciados e outros com cerca de mil consorciados. Os grupos são divididos por faixas de crédito e os novos grupos têm prazo de 200 e 80 meses, para imobiliário e veículos, respectivamente.

8 – Na sua avaliação, o consumidor hoje está mais consciente da importância da educação financeira no planejamento das suas finanças pessoais?

Sim, sem dúvidas. Hoje os brasileiros já conseguem planejar, pagando um preço justo. No caso do consórcio, sem pagar juros.

9 - Nesse sentido, consórcio tem sido beneficiado com a evolução da mudança no comportamento do consumidor?

Sim. O crescimento do consórcio reflete a maior conscientização dos brasileiros em relação ao planejamento financeiro e à diversificação de investimentos mesmo em tempos de crise.

Perfil


A Caixa Seguradora mostra seu perfil

A Caixa Seguradora foi fundada em 1967 com a união entre a CNP Assurances e a Caixa Econômica Federal. A CNP, especialista em seguros há mais de 150 anos, lidera o mercado francês na área e ocupa o quarto lugar em seguros de vida na Europa. A Caixa contribui com sua credibilidade para que a empresa leve seus produtos a casa de cada vez mais brasileiros.

A transparência corporativa é mantida por uma estrutura de gestão e controles internos e departamentos relacionados à ética, prevenção de fraudes e proteção dos direitos humanos. O modelo de governança é baseado nas melhores práticas de gestão: todas as decisões são submetidas à votação e suas demonstrações financeiras fiscalizados pelo Conselho Fiscal.

O lado social e ambiental também não poderia ficar de fora, por isso, a Caixa Seguradora criou um Instituto que investe em programas socioambientais, patrocina a arte e a cultura e promove a gestão sustentável.

Tudo que a Caixa Seguradora faz segue uma visão: ser a seguradora dos brasileiros. Para isso, foca em simplificar o acesso a produtos de Seguros, Previdência, Consórcio e Capitalização, buscando atender as reais necessidades e desejos de cada cliente. Os valores? Fazer juntos é melhor, ética é premissa, simples como a vida deve ser, ousadia sustentável, cuidar de você para crescer. Sempre.




26.10.17 12:21

Outras Notícias:  
19.01.18 19:12 Sebrae e parlamentares querem derrubar veto a...
18.01.18 15:12 Caixa substituirá temporariamente vice-presidentes afastados
18.01.18 15:05 Febraban estuda ações para reduzir juros do cheque especial
18.01.18 15:02 Balança comercial tem superávit recorde em 20...
17.01.18 15:14 Intenção de consumo das famílias aumenta quas...
16.01.18 18:02 Aumenta a oferta de emprego na indústria brasileira, diz CNI
16.01.18 17:58 Mercado projeta inflação de 3,95% e crescimen...
15.01.18 16:07 Número de famílias endividadas aumentou em mé...
15.01.18 16:03 Atividade econômica cresce 0,49% em novembro
15.01.18 15:51 Após três anos de queda, venda de ônibus e ca...
 
Anterior [1/1058] Próximo
Copyright © Vida Econômica - É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Power by Sistema agencianaweb.com.br