4-0-3
 
 
Página Inicial  

Pesquisar pelo Site:

Oriente-se
Empresas
Imóveis
Turismo
 
 



 

Taxa média de juros ao consumidor aumenta para 133,70% ao ano após catorze meses de reduções

Mais lenha na fogueira dos juros elevados para a economia e as finanças pessoais


Após quatorze meses de reduções consecutivas, as taxas de juros cobradas ao consumidor voltaram a ser elevadas. A taxa de juros média geral para pessoa física apresentou uma elevação de 0,04 pontos percentuais no mês (1,05 ponto percentual no ano), correspondente a uma elevação de 0,55% no mês (0,79% em doze meses), passando de 7,29% ao mês (132,65% ao ano), em janeiro para 7,33% ao mês (133,70% ao ano) em fevereiro.

“Foi uma surpresa. Nada justifica essa elevação dos juros. Houve melhora do quadro econômico em geral e queda da Selic (taxa básica de juros). Por isso, essa elevação dos juros das operações de crédito é um ponto fora da curva e tenho a expectativa de que os juros cobrados ao consumidor voltem a ser reduzidos nos próximos meses”, disse nosso âncora Miguel Ribeiro de Oliveira, autor e coordenador da pesquisa de juros da Anefac.

Na realidade, a elevação da taxa de juros para 133,70% ao ano agrava a receita explosiva de juros para a economia e as finanças pessoais do brasileiro, que já sofre as consequências da maior crise da história econômica do país.

Das seis linhas de crédito pesquisadas, duas reduziram suas taxas de juros no mês (cartão de crédito e CDC-Bancos-Financiamento de veículos) e quatro elevaram suas taxas de juros no mês (juros do comércio, cheque especial, empréstimo pessoal-bancos e empréstimo pessoal-financeiras).Confira.


Pessoa Jurídica

Das três linhas de crédito pesquisadas, uma foi reduzida no mês, (desconto de duplicatas) e duas foram elevadas no mês (capital de giro e conta garantida).

A taxa de juros média geral para pessoa jurídica apresentou uma elevação de 0,02 pontos percentuais no mês (0,37 ponto percentual no ano) correspondente a uma elevação de 0,48% no mês (0,59% em doze meses), passando de 4,14% ao mês (62,71% ao ano) em janeiro para 4,16% ao mês (63,08% ao ano) em fevereiro, sendo esta a maior taxa de juros desde dezembro/2017.
Confira.


Para receber a íntegra da pesquisa de juros da Anefac, coordenada pelo nosso âncora, e tirar quaisquer dúvidas sobre o tema, envie seu pedido para ideia@vidaeconomica.com.br

08.03.18 13:23

Outras Notícias:  
25.09.18 01:25 Ibope: Bolsonaro tem 28%, Haddad, 22%; Ciro, ...
24.09.18 10:48 Mercado financeiro aumenta estimativa de infl...
24.09.18 10:42 Caixa começa a cobrar juros menores para fina...
24.09.18 10:27 Gasolina e etanol registram alta na semana, s...
20.09.18 11:13 Datafolha: Bolsonaro tem 28% das intenções de...
19.09.18 18:45 BC mantém juros básicos em 6,5% ao ano pela q...
19.09.18 17:28 FGV: economia brasileira recuou 0,5% no trime...
19.09.18 09:49 Ibope: Bolsonaro tem 28%; Haddad, 19% e Ciro, 11%
18.09.18 12:23 Copom iniciou reunião para definir taxa básica de juros
18.09.18 12:19 Intenção de investimentos da indústria recua ...
 
Anterior [1/1100] Próximo
Copyright © Vida Econômica - É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Power by Sistema agencianaweb.com.br