4-0-3
 
 
Página Inicial  

Pesquisar pelo Site:

Oriente-se
Empresas
Imóveis
Turismo
 
 



 

Após dólar fechar em R$ 3,60, BC anuncia ajustes na venda da moeda



O Banco Central (BC) informou nesta sexta-feira (11) que fará ajustes, a partir de segunda-feira (14), no leilão para rolagem integral dos contratos com vencimento em 1º de junho. A medida reafirma a intenção do banco de atuar na renovação dos contratos de venda de dólares no mercado futuro para segurar a alta do dólar.

No início do mês, o BC já havia informado que atuará no câmbio pelo quarto mês consecutivo, com a oferta de contratos de swap cambial, que equivalem à venda futura de dólares. O anúncio foi feito logo após o dólar aproximar-se de R$ 3,55. Hoje, a moeda norte-americana fechou em R$ 3,6011, o maior valor em quase dois anos.

Dólar

Em junho, vencem 113 mil contratos que totalizam US$ 5,65 bilhões em swaps cambiais tradicionais, parte do estoque total de US$ 23,8 bilhões, informou o BC.

O leilão, que será realizado no fim da manhã, ofertará 4.225 contratos, a serem distribuídos, a critério do Banco Central, entre os vencimentos de 1º/8/2018, 1º/11/2018 e 02/01/2019. A data de início dos contratos permanece em 1º/6/2018, informou a instituição.

O Banco Central informou que fará também oferta adicional de contratos de swap cambial a partir da próxima segunda-feira. Serão ofertados 5 mil contratos com vencimento em 2 de agosto deste ano.

Por meio das operações de swap cambial, o Banco Central vende contratos em reais no mercado futuro para conter a volatilidade do câmbio e reduzir a demanda por dólares. O BC aposta que a divisa subirá mais que os juros futuros. Os investidores apostam que os juros aumentarão mais que a moeda norte-americana. No fim do contrato, as duas partes trocam os rendimentos.

Luciano Nascimento
da Agência Brasil

11.05.18 20:49

Outras Notícias:  
13.12.18 17:47 Governo libera 100% de capital estrangeiro na...
13.12.18 17:43 CNI/Ibope: para 75% dos brasileiros, Bolsonar...
12.12.18 20:56 Copom mantém Selic em 6,5% ao ano pela sexta vez seguida
12.12.18 10:08 Inadimplência do consumidor cresce 6,03% em novembro
12.12.18 10:00 Moro: Congresso e Executivo não foram audacio...
10.12.18 19:26 Em diplomação, Bolsonaro pede confiança daque...
10.12.18 11:03 Mercado reduz estimativa de inflação pela sétima vez
10.12.18 10:58 Copom realiza última reunião do ano, com expe...
10.12.18 10:53 Ex-secretário de Alckmin será o ministro do Meio Ambiente
08.12.18 20:42 “Ninguém recebe ou dá dinheiro sujo com chequ...
 
Anterior [1/1114] Próximo
Copyright © Vida Econômica - É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Power by Sistema agencianaweb.com.br