4-0-3
 
 
Página Inicial  

Pesquisar pelo Site:

Oriente-se
Empresas
Imóveis
Turismo
 
 



 

Vendas de imóveis residenciais novos em SP caem 10,4% em maio




Flavia Albuquerque
da Agência Brasil

O volume de vendas de unidades residenciais novas na cidade de São Paulo caiu 10,4% em maio na comparação com abril. Foram vendidos 1.059 imóveis contra 1.182 em abril. Na comparação com maio do ano passado (2.149) houve queda de 50,7%. É o que informa Pesquisa do Mercado Imobiliário, realizada pelo Departamento de Economia e Estatística do Sindicato da Habitação - Secovi-SP.

No acumulado de janeiro a maio, foram comercializadas na capital paulista 5.097 unidades residenciais, volume 27,9% inferior ao total do mesmo período de 2015 (7.070 unidades). O total vendido em 2016 é o menor registrado pela pesquisa, cuja média dos acumulados de janeiro a maio de 2004 a 2015 é de 10,5 mil unidades.

De acordo com o Secovi-SP, é importante considerar que o atual comportamento do mercado imobiliário é conjuntural e não estrutural. "A expectativa é que a conjuntura econômica e o mercado imobiliário tenham alcançado o ponto mais baixo. Agora, diante das perspectivas de melhoria implantadas pelo novo governo federal, como aquelas para sanear o déficit público e o controle da inflação, percebemos a retomada gradativa da confiança dos consumidores e empresários", disse o presidente do Sindicato da Habitação, Flávio Amary.

Lançamentos em queda

De acordo com a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio (Embraesp), a cidade de São Paulo registrou em maio 1.166 unidades residenciais lançadas, volume 52,9% inferior ao de maio de 2015 e 67,8% superior ao de abril de 2016 (695 unidades). De janeiro a maio de 2016, foram lançadas 3.553 unidades residenciais na capital, com queda de 55,2% em relação ao mesmo período de 2015 (7.935 unidades).

Segundo a pesquisa, em maio os imóveis de dois dormitórios foram os que venderam mais (448 vendas, 512 lançamentos, oferta final de 9.315 unidades). Os de três dormitórios vendidos somaram 272 e foram 6.052 unidades ofertadas e lançadas. Por faixas de área útil, imóveis com metragem entre 65 m² e 85 m² lideraram os lançamentos (395 unidades), mas as vendas dos imóveis com menos de 45 m² (334 unidades) foram superiores a todas as outras faixas.

Os dados mostram também que os imóveis com preços entre R$ 225 mil e R$ 500 mil lideram as vendas (494 unidades) e os lançamentos (534 unidades). A zona Leste teve o maior volume de comercialização, com 331 unidades vendidas. Nos lançamentos, o destaque foi para o Centro, com 520 unidades.

14.07.16 12:42

Outras Notícias:  
22.11.17 16:49 Meirelles diz que reforma da Previdência deve...
21.11.17 12:08 Vendas por consórcio batem recorde em setembr...
21.11.17 12:06 Aumento de empregos em outubro foi puxado por...
17.11.17 17:33 Economia deve continuar crescendo, ainda que ...
17.11.17 17:30 No Brasil, falta trabalho adequado para 26,8 ...
17.11.17 17:28 Pretos ou pardos são 63,7% dos desocupados no país
17.11.17 17:25 Banco Central alerta sobre riscos do uso das moedas virtuais
16.11.17 10:39 Inflação pelo Índice Geral de Preços cai de 0,49% para 0,24%
16.11.17 10:37 Cartão de loja é o tipo de crédito que mais l...
14.11.17 15:37 Vendas do comércio crescem 0,5%, diz pesquisa do IBGE
 
Anterior [1/1049] Próximo
Copyright © Vida Econômica - É proibida a reprodução do conteúdo desta página
em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem autorização.
Power by Sistema agencianaweb.com.br